quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Relâmpagos na Computação em Nuvem

Há algum tempo venho aderindo no conceito de computação em nuvem. Mando as fotos pro Picasa, vídeos pro Youtube, documentos pro Google Docs e por aí vai. Isso facilita a disponibilidade da informação, pois de qualquer lugar e através de qualquer dispositivo posso acessá-los.

O conceito de cloud computing é uma tendência. Os datacenters crescem exponencialmente junto com a demanda por este serviço e as soluções em nuvem que vão sendo criadas.
Mas estamos no Brasil. Nossa infra-estrutura, apesar de em constante evolução ainda deixam a desejar. E a computação em nuvem tem uma unica premissa: Tudo está a seu alcance, desde que você tenha acesso a Internet.


Num céu azul de nuvens brancas, nossa infraestrutura infelizmente é a previsão de chuva, já atrapalha a evolução do conceito, uma vez que empresas e usuários tem que tomar uma decisão: Enviar para a nuvem ou deixar tudo armazenado "em casa"?
A evolução de dispositivos móveis, como Iphone, Ipad, etc. facilita o crescimento da computação em nuvem, já que quem compra um dispositivo móvel, óbivo, quer mobilidade.

Um exemplo que ilustra esta questão é evolução dos jornais e revistas em formato digital.
O jornal Folha de São Paulo, passou a oferecer o jornal através da edição digital. Você tem acesso ao jornal, que foi praticamente 100% digitalizado, através da internet. A disponibilidade é imediata, mas se você não estiver online, não vai poder ver nem sequer a página principal.
Já a revista Veja,  passou a disponibilizar suas edições para o Ipad. Além do conteúdo da edição impressa, há uma série de extras como imagens e vídeos. Pra acessar seu conteúdo, é necessário fazer o download da edição completa que tem em média 400mb. Numa conexão banda larga básica, leva praticamente 1 hora pra baixar uma edição.

Parece irreversivel a migração das informações para a nuvem, a velocidade com que isso ocorrerá dependerá da evolução do acesso a internet e da segurança dos datacenters e provedores de serviço, já que quanto mais dados na rede, mais exposto você estará.

E você, confia ou utiliza a computação em nuvem?
Postar um comentário

Postagens populares