domingo, 15 de maio de 2011

Chromebook - um notebook pra nuvem

Hoje no Google I/O em São Francsco, o Google apresentou oficialmente seu mais novo filhote: O Chromebook.
Não vi as especificações de hardware, mas independente disso vamos discutir o conceito.
A idéia do Chromebook é ser um notebook que trabalhará 100% da nuvem, ou seja, praticamente não tem aplicações locais.
Todo mundo vai torcer o nariz hoje, já que sofremos com nossa infraestrutura, o que inviabiliza o uso do Chromebook atualmente.
Mas pensando daqui a 4 5 anos (depois da Copa?) o conceito de computação em nuvem deverá estar definitivamente em uso tornando factível essa invenção do Google.



Destaco o uso do Chromebook no mundo corporativo. Estou quase todo dia numa empresa diferente e portanto conheço bem a rotina de trabalho de várias áreas diferentes.
Quase 100% das operações e informações que um usuário gera numa empresa ou é feita através de um ERP (Sistema de Gestão Empresarial) ou está em uma suite Office.
Hoje já temos soluções de ERP ofertadas na nuvem sendo acessadas diretamente por um simples browse, eliminando instalações locais. Os pacotes Office também já estão evoluindo bem na nuvem, como por exemplo o Google Docs e até o próprio Microsoft Office.

Sendo assim, um notebook que esteja 100% conectado na internet atende plenamente as necessidades de boa parte dos funcionários de uma empresa, com uma vantagem: o Chromebook tem um custo de suporte muito baixo já que não tem praticamente nenhum programa instalado a não ser o S.O (Chrome OS) e alguns drivers.

Aliás, vocês já viram o Chrome OS? É como se fosse um browser com atalhos para os aplicativos na web. É como se você ligasse seu notebook e só tivesse acesso ao navegador Chrome e dele realizasse todas as suas tarefas.


Chrome OS e Chromebook. Ponto para o Google!

Postar um comentário

Postagens populares